terça-feira, 2 de maio de 2017

Entrevista com Belchior


"Viver é melhor que sonhar
Eu sei que o amor
É uma coisa boa
Mas também sei
Que qualquer canto
É menor do que a vida
De qualquer pessoa"
(Como nossos pais, Belchior, 1976)

Em novembro de 1995,  A Tribo, antigo boletim informativo do Movimento Cultural Penha, realizou uma entrevista com o cantor e compositor Belchior que estava realizando uma curta temporada no Teatro Martins Penna, localizado no Centro Cultural da Penha.
Recordo do entusiasmo com que me falou Coelho, como era conhecido o músico e produtor cultural Carlos Coelho, criador e entrevistador do boletim, sobre como Belchior foi atencioso e prestativo em recebê-lo no camarim do teatro transformando a entrevista em um amigável bate papo.
O cantor mesmo distante da mídia, já nos anos 1990 conseguiu atrair uma grande quantidade de fãs que lotaram o teatro nos três dias de apresentação. É com essas memórias que celebramos Belchior, falecido no último domingo, dia 30/04/2017, aos 70 anos na sua casa em Santa Cruz do Sul - RS, como um importante artista que deixou sua marca na história da música popular brasileira.



quarta-feira, 1 de fevereiro de 2017

Projeto Cozinhando Música


O projeto Cozinhando Música, projeto de reflexão e exposição da cena artística da cidade pela ótica dos produtores culturais da zona leste de São Paulo, ocorreu em seis edições ao longo do ano de 2016, durante essas edições o projeto passou por algumas transformações até chegar ao formato que correspondeu aos anseios dos idealizadores, que objetivava reunir pessoas para um bate papo sobre produção cultural, ouvir boa música e apreciar uma gastronomia boa a preço justo. Tudo isto em um espaço ao qual não se descuidasse da qualidade das ações e que oportunizasse o encontro de diferentes fazedores e apreciadores das atividades culturais.



Bate papo com Mauricio Pereira
Ao longo dessas seis edições passaram os seguintes músicos, cantores e cantoras: Carlos Casemiro, Renata Oliveira, Joana Flor, Serginho Madureira, Adriana Moreira, Tita Reis, Luna Vaz, Tati Matos, Mariana Per, Marlei Madalena, Sergio Oliveira, Renato Gama, Lourdes Miranda e Lucia Perez. Esses músicos contaram com o acompanhamento da Banda Nação Trio que tem à frente o maestro, arranjador e contra-baixista Ronaldo Gama, na bateria Leo Carvalho e nos teclados Leando Neri e participação especial do guitarrista Marcio Guedes.
Entre os convidados que contribuíram com o bate papo sobre criação, produção e distribuição no mercado da música e das artes, estiveram presentes Sergio Servollo, programador do Sesc Itaquera, Mauricio Pereira, músico, compósito e produtor. No último encontro do ano estiveram presentes o produtor, coordenador dos Centros Culturais e diretor do CCSP em 2016, Pena Schmidt, acompanhado do programador do Auditório do Ibirapuera Edson Natale.

Pena Schmidt  e André Natale
Na cozinha contamos com Adriana Tadeu e sua equipe que durante esses encontros sempre nos presenteou com pratos deliciosos dando o tom de acolhimento para o evento. No som tivemos a participação do técnico Marcos Silva e Dj Kauê Mateo nas pick up's.



Porém, esta experiência só foi possível porque contamos com o empenho do músico e produtor Renato Gama e da Sá Menina produções artísticas que articularam com os artistas e produtores; com a produtora Patrícia Freire e Altair Francisco do Movimento Cultural Penha, e, por fim, do Centro Cultural da Penha que sob a direção de Julio Cesar J. Marcelino, que possui longo histórico de articulação com os movimentos culturais da região, abriu o espaço desse equipamento público para vivenciar esta experiência até então inédita no Centro Cultural da Penha.

Filmagem: Sidney Paixão e Lucas Laganaro
Segue fotos:  Vanderson Satiro, Patricia Freire e Julio Cesar Marcelino

terça-feira, 22 de novembro de 2016

quarta-feira, 9 de novembro de 2016

Abertura da Exposição "Mulheres dos Homens Pretos" é neste sábado dia 12/11 no Centro Cultural da Penha


Livro traz pesquisa sobre 13 patrimônios culturais da região leste de São Paulo


O Grupo Ururay convida a todos para o lançamento do livro “Territórios de Ururay“, a ser lançado no dia 24 de novembro de 2016, às 19h, no Teatro Martins Pena, no Centro Cultural da Penha.
Para o lançamento do livro, a professora da Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), Manoela Rossinetti Rufinoni (arquiteta e urbanista, mestre e doutora em História da Arquitetura e do Urbanismo, autora do livro Preservação e restauro urbano: intervenções em sítios históricos industriais, publicado em 2013 pela Unifesp, Edusp e Fapesp), apresentará a palestra “O direito à cidade e o direito ao patrimônio urbano: diálogos necessários entre as políticas de preservação e os atores sociais locais”, colaborando com as discussões levantadas pelo grupo durante seus três anos de atuação. Além disso, após a apresentação da professora será exibido um minidocumentário, que vem a ser o registro audiovisual dos trabalhos realizados pelo Grupo Ururay durante o ano de 2016.

O LIVRO

O Grupo Ururay - coletivo formado por indivíduos interessados na questão da memória, história e patrimônio na Zona Leste, moradores ou integrantes de movimentos organizados nesta área da cidade - desenvolveu ao longo de 2016 o projeto “Territórios de Ururay”, que tem como objetivo pensar o Patrimônio da Zona Leste dentro de premissas contemporâneas dessa área, buscando ainda realizar um levantamento a respeito da problemática entre o patrimônio edificado e os conflitos existentes em diferentes territorialidades. Assim, o projeto vem evidenciar as desarmonias e dificuldades existentes nessa questão como, por exemplo, a falta de pertencimento e reconhecimento da população local com boa parte de seus bens históricos. A publicação vem a destacar algumas das dinâmicas entre sociedade e patrimônio, focalizando para isso quatro sub-regiões da ZL de São Paulo: Mooca, Penha, Itaquera e São Miguel Paulista.

O GRUPO

Oficialmente formado em 2014, o grupo surgiu após seminários sobre patrimônios culturais promovidos pelo Movimento Cultural da Penha em parceria com o Grupo de Memória da Zona Leste e a Câmara Municipal. Após o reconhecimento das inúmeras dificuldades (dentre elas a pequena produção a respeito da história da região leste da cidade e a inexistência de projetos de restauro e/ou a falta de atenção para os bens culturais da região) para a preservação do patrimônio cultural da Zona Leste, o grupo vem desenvolvendo trabalhos que buscam fomentar iniciativas que possam potencializar a ocupação desses espaços pela população local, assim como identificar algumas potencialidades para a efetiva preservação de tais bens, muitas vezes abandonados pelo poder público e pela iniciativa privada, passando despercebido pela população local.

O evento contará com a emissão de certificados para os(as) participantes!

O QUE? Lançamento do livro “Territórios de Ururay” + Exibição de Minidocumentário
QUANDO? 24 de novembro (quinta-feira), às 19h
ONDE? Teatro Martins Penna, no Centro Cultural da Penha

Inscrições:
Cliquem AQUI para acessar o formulário!