sexta-feira, 4 de agosto de 2017

Espaço de Memória e Cultura: Territórios de Conflito

No mês de julho de 03 a 08,  o Movimento Cultural Penha foi uma das entidades convidadas pelo Centro de Pesquisa e Formação do Sesc São Paulo para participar do workshop internacional que trouxe o tema: Espaço de Memória e Cultura: Territórios de Conflito. Neste Workshop o MCP pode falar do projeto do Grupo Ururay. Foi uma troca de experiência muito rica para a instituição, segue abaixo um teaser do documentário “Territórios de Ururay” que fez parte do projeto que leva o mesmo nome.

Celebração e colocação do mastro.

No mês de junho ocorreu as atividades culturais e religiosas  da 16ª Festa da Igreja de Nossa Senhora do Rosário dos Homens Pretos da Penha de França. Segue abaixo um teaser da abertura dos festejos, a Celebração e a colocação do mastro. 

quinta-feira, 22 de junho de 2017

16ª Festa da Igreja do Rosário dos Homens Pretos da Penha de França


16ª Festa da Igreja do Rosário 
dos Homens Pretos da Penha de França
De 4/06 a 2/07 de 2017


“O Rosário celebra a diversidade, que as nossas diferenças deixem de ser desigualdades” - Esse é o mote da 16ª Festa da Igreja do Rosário dos Homens Pretos da Penha de França.

Esse tema nasceu do olhar para as diferenças existentes na própria Comunidade organizadora da festa que é composta por pessoas de diversas origens e gerações, e representantes de coletivos culturais e artísticos, de associações sem fins lucrativos e pastorais afros. Valorizar essa heterogeneidade nos motivou a celebrar a diversidade presente na natureza, no povo brasileiro e em nossa cidade.

Queremos celebrar a alegria de estar entre as pessoas e o direito de sermos singulares. A diversidade é uma riqueza para todos e todas, é necessário deixar de encarar o(a) outro(a) como um(a) inimigo(a), alguém a ser eliminado. No Brasil, povos e segmentos da sociedade foram e são discriminados e excluídos por serem distintos, trazendo a necessidade de ações, políticas e paradigmas que reparem injustiças e desigualdades de forma a contribuir para a superação do racismo, da homofobia, do machismo, da xenofobia e da intolerância religiosa.

A festa desse ano é um convite a se aproximar, dialogar, ver como é, e se encantar com as cores, sons, aromas, rostos, sabores e experiências que só a diversidade pode nos proporcionar. O Rosário abre suas portas, janelas e braços para diversidade, imbuídos pela mística de estarmos juntos, entrelaçados de respeito e admiração… 

Que se iniciem os festejos! 


Programação
*Programação sujeita a alteração.


Dia 4/06 (domingo)

Largo e Igreja do Rosário
10h – Abertura dos festejos: Missa Afro-brasileira com Padre Assis Tavares e levantamento do mastro com a presença da Marujada/Congada Nossa Senhora do Rosário de Mogi das Cruzes – SP e a Congada Jesus Adolescente de Vila Dalila.
Intervenção artística "Abayomi conta: Naná a Curiosa" com o grupo Contadores de Incompletudes


Dia 10/06 (sábado) 

Roteiro pela Penha
10h – O Núcleo de Pesquisa URURAY realizará o roteiro: Arquiteturas que ensinam
A visita guiada passará por três importantes patrimônios tombados do bairro da Penha refletindo sobre a resistência das Irmandades negras em São Paulo, sobre as políticas públicas de Educação realizadas após a proclamação da República. Inscrições até o dia 8/06 pelo e-mail: ururay.patrimonioleste@gmail.com, vagas limitadas

Largo e Igreja do Rosário
A partir das 10h – Feira Afro Meninas Mahin
11h - Banda Marcial Dom Paulo, maestro Wagner Silva
12h – Coletivo Batuque Urbano
13h – Grupo de forró Trio Amizade
13h – Quadrilhas escolares e brincadeiras com o bonequeiro J.E. Tico
15h – Balé Popular Cordão da Terra
16h – Bloco Afro Ilú Oba de Min
17h – Tita Reis e banda
19h – Missa Afro-brasileira com Padre Jalmir Matias de Oliveira e o Grupo de Canto Negritude, Consciência e Fé.
20h – Roda de Jongueiros com Jongo dos Guaianás e Jongo de Guaratinguetá – SP 

Centro Cultural da Penha 
20h - Yzalú – a cantora e violonista apresenta o show: Minha Bossa é Treta


Dia 14/06 (quarta-feira)

Centro Cultural da Penha 
19h – Exibição do Filme “Benedito Mora no Sapezal” e bate-papo com o diretor Alfredo Bello


Dias 15, 16 e 17 de junho

Igreja do Rosário
Às 18h - Tríduo no Rosário e terço cantado no dia 17/06 com as Congadas de Carmo de Cajuru e Congonhas de Minas Gerais.


Dia 18/06 (domingo)

Largo e Igreja do Rosário
9h30 – Missa Afro-brasileira Campal com Padre Jean-Baptiste Nabolle, Padre Francisco Albuquerque e grupo de canto Liturgia dos Atabaques do Rosário. 
Coroação dos Reis de Festa e procissão às 16h.

Grupos convidados:
Bloco Omo Aiye Selê, São Bernardo do Campo – SP
Cia Maracatu Porto de Luanda, São Paulo – SP
Coletivo Batuque Urbano, São Paulo – SP
Congada Batalhão Nossa Sra. Aparecida, Mogi das Cruzes – SP
Congada de Carmo do Cajuru – MG
Congada de Congonhas – MG
Congada de São Benedito do Coração de Cesar de Souza, Mogi das Cruzes – SP
Congada Divino Espírito Santo de Mogi das Cruzes – SP 
Congada Santa Efigênia, Mogi das Cruzes – SP
Congada São Benedito Conjunto Santo Ângelo, Mogi das Cruzes – SP
Folia de Reis Estrela do Oriente de Vila Nhocuné, São Paulo – SP
Grupo Samba Lenço de São Benedito de Mauá – SP 
Grupo Zabelê de Cultura Popular, Cubatão – SP
Maracatu Bloco de Pedra, São Paulo – SP 
Marujada/Congada Nossa Senhora do Rosário de Mogi das Cruzes – SP 
Moçambique Cambaiá, São Paulo – SP
Uh-Batuk-erê, São Paulo – SP


Dia 21/06 (quarta-feira)

Centro Cultural da Penha
19h – Renato Gama apresenta: OLHOS NEGROS VIVO


Dia 23/06 (sexta-feira)

Centro Cultural da Penha
20h – Teatro Coletivo Negro apresenta a peça “Ida”
Com: Aysha Nascimento, Verônica Santos, Ana Goes, Fefe Camilo
Texto Renata Martins. Direção: Flávio Rodrigues


Dia 24/06 (sábado)

Largo do Rosário
A partir das 10h – Feira Afro Meninas Mahin
Das 14h às 19h - Comunidade Roda de Samba do Largo do Rosário comemora seu 3º aniversário com o grupo convidado Samba Lenço de São Benedito de Mauá – SP 


Dia 25/06 (domingo)

Igreja do Rosário
19h30 – Missa Sertaneja com o Padre Lício Araújo Vale e o Grupo de Canto Litúrgico São Francisco de Assis


Dia 29/06 (quinta-feira)

Centro Cultural da Penha
19h – Lançamento e palestra sobre o Livro Diáspora Reversa: Musicalidades afro atlântico, Brasil-Benim com o escritor e pesquisador: Salloma Salomão 


Dia 1/07 (sábado)

Centro Cultural da Penha
9h30 - Painel Irmandades e diversidade
Palestrantes:
Prof. Dr. Ricardo Alexino Ferreira, 
Arquiteto e pesquisador Fabrício Santos 
Historiador e Mestre Rafael Galante
Mediação: com a Mestranda e Assistente Social Claudia Adão
Lançamento especial do livro do pesquisador José Morelli: “Penha de França – Expressões do Rosário”


Dia 2/07 (domingo)

Largo e Igreja do Rosário
10h – Encerramento dos festejos: Celebração Afro-brasileira, coroação de Nossa Senhora do Rosário e retirada do mastro.
Intervenção artística "Abayomi conta: Naná a Curiosa" com o grupo Contadores de Incompletudes

Todas as atividades são gratuitas


Local 

Igreja de Nossa Senhora Rosário dos Homens Pretos
Largo do Rosário, s/n, Centro da Penha, 

Centro Cultural da Penha e Teatro Martins Penna
Largo do Rosário, 20, Centro da Penha, 
São Paulo – SP

Como chegar
Do Metrô Penha saem as lotações: Vila Sílvia (2718-10) ou Jardim Keralux (2735-10) 
4º ponto (referência Shopping Penha).

Informações
(11) 2306-3369 – Movimento Cultural Penha
largodorosario.penha@gmail.com
largodorosario.blogspot.com


Organização



    
Apoio





















Patrocínio



terça-feira, 2 de maio de 2017

Entrevista com Belchior


"Viver é melhor que sonhar
Eu sei que o amor
É uma coisa boa
Mas também sei
Que qualquer canto
É menor do que a vida
De qualquer pessoa"
(Como nossos pais, Belchior, 1976)

Em novembro de 1995,  A Tribo, antigo boletim informativo do Movimento Cultural Penha, realizou uma entrevista com o cantor e compositor Belchior que estava realizando uma curta temporada no Teatro Martins Penna, localizado no Centro Cultural da Penha.
Recordo do entusiasmo com que me falou Coelho, como era conhecido o músico e produtor cultural Carlos Coelho, criador e entrevistador do boletim, sobre como Belchior foi atencioso e prestativo em recebê-lo no camarim do teatro transformando a entrevista em um amigável bate papo.
O cantor mesmo distante da mídia, já nos anos 1990 conseguiu atrair uma grande quantidade de fãs que lotaram o teatro nos três dias de apresentação. É com essas memórias que celebramos Belchior, falecido no último domingo, dia 30/04/2017, aos 70 anos na sua casa em Santa Cruz do Sul - RS, como um importante artista que deixou sua marca na história da música popular brasileira.



quarta-feira, 1 de fevereiro de 2017

Projeto Cozinhando Música


O projeto Cozinhando Música, projeto de reflexão e exposição da cena artística da cidade pela ótica dos produtores culturais da zona leste de São Paulo, ocorreu em seis edições ao longo do ano de 2016, durante essas edições o projeto passou por algumas transformações até chegar ao formato que correspondeu aos anseios dos idealizadores, que objetivava reunir pessoas para um bate papo sobre produção cultural, ouvir boa música e apreciar uma gastronomia boa a preço justo. Tudo isto em um espaço ao qual não se descuidasse da qualidade das ações e que oportunizasse o encontro de diferentes fazedores e apreciadores das atividades culturais.



Bate papo com Mauricio Pereira
Ao longo dessas seis edições passaram os seguintes músicos, cantores e cantoras: Carlos Casemiro, Renata Oliveira, Joana Flor, Serginho Madureira, Adriana Moreira, Tita Reis, Luna Vaz, Tati Matos, Mariana Per, Marlei Madalena, Sergio Oliveira, Renato Gama, Lourdes Miranda e Lucia Perez. Esses músicos contaram com o acompanhamento da Banda Nação Trio que tem à frente o maestro, arranjador e contra-baixista Ronaldo Gama, na bateria Leo Carvalho e nos teclados Leando Neri e participação especial do guitarrista Marcio Guedes.
Entre os convidados que contribuíram com o bate papo sobre criação, produção e distribuição no mercado da música e das artes, estiveram presentes Sergio Servollo, programador do Sesc Itaquera, Mauricio Pereira, músico, compósito e produtor. No último encontro do ano estiveram presentes o produtor, coordenador dos Centros Culturais e diretor do CCSP em 2016, Pena Schmidt, acompanhado do programador do Auditório do Ibirapuera Edson Natale.

Pena Schmidt  e André Natale
Na cozinha contamos com Adriana Tadeu e sua equipe que durante esses encontros sempre nos presenteou com pratos deliciosos dando o tom de acolhimento para o evento. No som tivemos a participação do técnico Marcos Silva e Dj Kauê Mateo nas pick up's.



Porém, esta experiência só foi possível porque contamos com o empenho do músico e produtor Renato Gama e da Sá Menina produções artísticas que articularam com os artistas e produtores; com a produtora Patrícia Freire e Altair Francisco do Movimento Cultural Penha, e, por fim, do Centro Cultural da Penha que sob a direção de Julio Cesar J. Marcelino, que possui longo histórico de articulação com os movimentos culturais da região, abriu o espaço desse equipamento público para vivenciar esta experiência até então inédita no Centro Cultural da Penha.

Filmagem: Sidney Paixão e Lucas Laganaro
Segue fotos:  Vanderson Satiro, Patricia Freire e Julio Cesar Marcelino